Qual é o momento certo para começar a dar mesada ao seu filho?

Qual é o momento certo para começar a dar mesada ao seu filho?

criança-feliz-dinheiro-mesada-educação-financeira-vmf

Neste dia das mães, vale a pena pensar um pouco sobre uma das melhores maneiras de iniciar a educação financeira do seu filho: a mesada. No vídeo do canal Guia para Mães Incríveis, Priscila Norcia fala sobre as vantagens e desvantagens da mesada e o momento certo de implementá-la na rotina familiar.

Para educadores, a mesada é considerada uma boa ferramenta para incentivar o uso consciente do dinheiro. Com isso, as crianças aprendem a poupar e começam a entender a diferença entre o imediato e o longo prazo.

>> Leia também: Como ensinar seus filhos a consumirem de forma consciente?

Contudo, a mesada requer muita disciplina e comprometimento também por parte dos pais. É necessário cumprir com o acordo que foi estabelecido com a criança e acompanhar o que é feito com o dinheiro.

Quando começar a dar mesada?

Alguns especialistas apontam que o momento certo é a partir dos 6 ou 7 anos. Mas isso varia com a maturidade e as necessidades de cada criança. Um bom indicativo é a própria demanda por parte dos pequenos.

No início, é recomendado que a “mesada” seja, na verdade, um pagamento semanal. A criança tem dificuldade em compreender a noção de longo prazo, e tende a gastar todo o dinheiro do mês de uma só vez. Com o passar dos anos, o valor pode passar a ser quinzenal e, posteriormente, mensal.

Quanto dar de mesada?

A recomendação mais comum é que o valor seja proporcional à idade da criança. Vale a pena também conversar com os pais de amigos e colegas e perguntar qual o valor pago por eles.

Assista ao vídeo e entenda como a mesada pode ser proveitosa para que a educação financeira comece a fazer parte da vida de seus filhos desde cedo.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.